Páginas

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Filipenses 4:8 Reflexões

Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento.

Filipenses 4:8



"Para todo problema espiritual de grande complexidade (manifestações não identificadas) sempre existe uma solução muito simples , errada."
"A igreja do seculo 21 é como um transporte, um transporte que não anda , quando anda só anda na contra mão da palavra"
"Uma coisa em que as igrejas do século 21 nunca pensaram; capacitar o raciocínio lógico dos fieis pela a inteligência da Escritura Sagrada"
"Não existe tristeza para alguém que conhece a imensa luz da verdade"


quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Revise seus conceitos

video

Há 800 milhões de pessoas


- Há 800 milhões de pessoas desnutridas no mundo.
- 11 mil crianças morrem de fome a cada dia.
- Um terço das crianças dos países em desenvolvimento apresentam atraso no crescimento físico e intelectual.
- 1,3 bilhão de pessoas no mundo não dispõe de água potável.
- 40% das mulheres dos países em desenvolvimento são anêmicas e encontram-se abaixo do peso.
- Uma a cada sete pessoas morre de fome no mundo.
-85.000 MORREM A CADA DIA SEM NUNCA TEREM OUVIDO O PLANO DA SALVAÇÃO.
-VALORIZAMOS MAIS CANTORES E ARTISTAS DO QUE OS MISSIONÁRIOS
"O PRIMEIRO E MAIOR OBSTÁCULO PARA MISSÕES SÃO OS PASTORES"ELES SÓ PENSAM EM DINHEIRO E NAÕ NAS PESSOAS SÓ QUEREM CONSTRUIR GRANDES TEMPLOS

Missões Evangélicas Perseguição e Morte aos Cristãos




A Igreja ( KAHAL) ocupa o ponto central do propósito divino, ela é o instrumento para a difusão do evangelho.
video
O Criador tem chamado do mundo um povo para si, enviando-os novamente ao mundo, para fazer discípulos de todas as nações.
com mais de dois terços da humanidade, ainda não eficientemente evangelizada, como igreja (KAHAL) sentimo-nos envergonhados da nossa negligência para com tanta gente.sendo cada geração responsável pela sua geração,esta é a hora da igreja (KAHAL) orar fervorosamente e lançarem programas visando a evangelização mundial.
A evangelização mundial só se concretizará com uma igreja (KAHAL) cheia do Espírito Santo (RUACH HAKODESH), haja visto que Ele é quem convence o homem do pecado. O Espirito Santo (RUACH HAKODESH) tem um profundo interesse missionário, a segunda vinda do Messias (MASHIACH) é um incetivo às missões. Cremos que o período intermediário entre sua ascensão e o seu retorno deverá ser usado para o cumprimento da nossa missão como povo do Criador, a obra missionária não pode parar enquanto Ele não vier. 

Direitos humanos


Liberto ativista de direitos humanos cego

 

Chen Guangcheng

CHINA (13º) - O famoso ativista de direitos humanos cego,Chen Guangcheng, terminou sua pena de 4 anos e três meses no último dia 9, e foi liberado às 6h30 do dia seguinte. Enquanto esteve na prisão, foi brutalmente torturado e teve negado o cuidado adequado. Ele está em má saúde e precisa de tratamento médico.

Embora ele esteja fora da prisão, a liberdade do ativista ainda não está completa. Sua família foi monitorada e perseguida por funcionários públicos durante seu encarceramento. Segundo fontes fidedignas, as autoridades ameaçaram Chen e sua esposa de atirar a qualquer momento nos membro da família, caso não cooperassem.

Na manhã que Chen foi solto, sua esposa Yuan Weijing, sua filha, e seu irmão mais velho não foram autorizados a buscá-lo na prisão. Em vez disso, tiveram de esperar para recebê-lo quando ele mesmo chegasse a casa. Agora, ele e sua família são acompanhados de perto por mais de 20 policiais que cercam sua casa. Ninguém foi autorizado a sair da casa no dia de sua chegada, mesmo que fosse para fazer compras, então sua esposa precisou se programar para o dia anterior.

Chen Guangcheng, um advogado autodidata, expôs as atrocidades em massa de 130.000 abortos e esterilizações forçadas em Linyi County, Shandong, em 2005. De acordo com Reggie Littlejohn especialista em política da criança da ChinaAid e fundador dos Women’s Rights Without Frontiers (Direitos da Mulher Sem Fronteiras), "o uso do aborto forçado e da esterilização forçada em Linyi County  e em qualquer outro lugar, podem ser o resultado da pressão sobre os funcionários em cumprir a meta ou quotas populacionais provinciais estabelecidas."

Chen foi preso em agosto de 2006 quando falou contra estas medidas severas. Ele foi acusado de "danificar patrimônio público e obstrução do tráfego."

A revista Time de 2006 nomeou Chen Guangcheng como um dos “Top 100 People Who Shape Our World" (100 pessoas mais influentes), na categoria de "Heróis e Pioneiros". Ele também foi nomeado para o prêmio Nobel da paz.

Chen expressou seu agradecimento à comunidade internacional pela ajuda.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Professor rasga páginas do Alcorão e da Bíblia e fuma



RELIGIOSIDADE 
Professor rasga páginas do Alcorão e da Bíblia e fuma
Um professor de Direito australiano rasgou páginas do Alcorão e da Bíblia e utilizou as folhas como papel de fumo, em um vídeo disponibilizado no YouTube pouco depois da grande polêmica provocada pelo plano de um pastor evangélico americano de queimar o livro sagrado dos muçulmanos.
No vídeo de 12 minutos, que tem como título “A Bíblia ou o Alcorão, qual queima melhor?”, Alex Stewart, membro de um grupo de ateus de Brisbane, exibe um exemplar do Alcorão e outro da Bíblia, arranca páginas dos dois livros e usa as folhas como “cigarros”.
O vídeo, que foi retirado do YouTube, havia sido disponibilizado no fim de de semana, ou seja, no aniversário de nove anos dos atentados de 11 de setembro e depois do pastor americano Terry Jones ter desistido de queimar exemplares do Alcorão.
Stewart foi suspenso pela Universidade Tecnológica de Queensland, onde trabalha. “A universidade está evidentemente muito descontente e decepcionada com o fato de que este tipo de incidente tenha acontecido”, declarou à imprensa o vice-reitor do centro de ensino, Peter Coaldrake.Alex Stewart afirmou que pretendia exercer o direito à liberdade de expressão. “O vídeo era uma piada, claro”, disse.
video

Israelenses e Palestinos recomeçam negociação com desconfiança

INTERNACIONAL
ORIENTE MÉDIO
Israelenses e Palestinos recomeçam negociação com desconfiança

As negociações de paz entre israelenses e palestinos recomeçam em clima de desconfiança e desacordo. Mas sob a expectativa de que o primeiro diálogo direto em 21 meses quebre o impasse e produza algum avanço.
Uma contagem regressiva marca a reunião de cúpula de hoje entre o premiê israelense, Binyamin Netanyahu, e Mahmoud Abbas, presidente palestino, no balneário egípcio de Sharm el Sheikh.
No dia 26 termina o prazo do congelamento imposto por Israel sobre a expansão de colônias judaicas nos territórios ocupados em 1967. Os palestinos ameaçam abandonar as negociações se a moratória não for mantida, o que Israel parece pouco inclinado a aceitar.
Uma tímida demonstração de flexibilidade do premiê israelense foi recebida com frieza pelos palestinos. Netanyahu disse no domingo que o congelamento poderá ser mantido parcialmente --contrariando boa parte do seu gabinete conservador, que defende a retomada das construções e sem satisfazer a liderança palestina.
Segundo Bibi, como o premiê é conhecido, Israel não retomará as obras em todas as 20 mil casas já aprovadas pelas autoridades na Cisjordânia, mas também não haverá "construção zero".
O veterano Nabil Shaath, um dos principais negociadores palestinos, não viu motivo para mudar de posição. "A não ser que haja um congelamento real da construção de assentamentos, não poderemos continuar com as negociações", disse Shaath.
Os jornais israelenses deram destaque a um suposto entendimento entre israelenses e os mediadores americanos em torno de um meio termo, no qual o congelamento seria mantido em princípio, apenas com a conclusão das obras já aprovadas.
Segundo um relatório do grupo israelense Paz Agora, estão nessa situação 2.066 casas, cuja construção deve ser retomada assim que terminar a moratória.
A pressão sobre Israel aumentou com o discurso de sexta-feira do presidente dos EUA, Barack Obama, em que contou ter pedido a Bibi que mantenha a suspensão das obras para dar uma chance às negociações. A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, participará da cúpula de hoje. No dia seguinte, ela segue para Jerusalém.
Temendo que as negociações sejam totalmente dominadas pela contagem regressiva, Bibi quer colocar no topo da agenda a exigência de que os palestinos reconheçam Israel como o lar nacional dos judeus.
"Eu não ouço o outro lado dizer "dois Estados para duas nações". Eu escuto "dois Estados", mas não "duas nações"", disse Bibi.
Mas os palestinos já deixaram bem claro que não atenderão a exigência, alegando que o reconhecimento de Israel como Estado judeu colocaria em risco os árabes que vivem em Israel. O grande temor, no entanto, é que o gesto enfraqueça a demanda futura pelo direito de retorno e/ou reparação aos refugiados palestinos.

Crentes e Evangélicos: Te ensinaram errado sobre APOSTASIA !!! 1/2

domingo, 12 de setembro de 2010

ÉTICA EVANGÉLICA BRASILEIRA


Protesto na Marcha 2009:

No ano passado, um grupo de irmaos se reuniu e promoveu um protesto silencioso durante a Marcha. Com camisetas estilizadas, os manifestantes exibiam o slogan: "Voltemos ao Evangelho Puro e Simples: O $how tem que Parar!". Mal compreendidos por alguns, aplaudidos por outros, o resultado você pode conferir no vídeo à seguir, intitulado "Duas Marchas":

DUAS MARCHAS - Parte 1

A nova reforma Protestante/ Revista Época


EM CONSTRUÇÃO
Ilustração de um monumento em forma de cruz
Irani Rosique não é apóstolo, bispo, presbítero nem pastor. É apenas um cirurgião geral de 49 anos em Ariquemes, cidade de 80 mil habitantes do interior de Rondônia. No alpendre da casa de uma amiga professora, ele se prepara para falar. Cercado por conhecidos, vizinhos e parentes da anfitriã, por 15 minutos Rosique conversa sobre o salmo primeiro (“Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios”). Depois, o grupo de umas 15 pessoas ora pela última vez – como já havia orado e cantado por cerca de meia hora antes – e então parte para o tradicional chá com bolachas, regado a conversa animada e íntima.
Desde que se converteu ao cristianismo evangélico, durante uma aula de inglês em Goiânia em 1969, Rosique pratica sua fé assim, em pequenos grupos de oração, comunhão e estudo da Bíblia. Com o passar do tempo, esses grupos cresceram e se multiplicaram. Hoje, são 262 espalhados por Ariquemes, reunindo cerca de 2.500 pessoas, organizadas por 11 “supervisores”, Rosique entre eles. São professores, médicos, enfermeiros, pecuaristas, nutricionistas, com uma única característica comum: são crentes mais experientes.
Apesar de jamais ter participado de uma igreja nos moldes tradicionais, Rosique é hoje uma referência entre líderes religiosos de todo o Brasil, mesmo os mais tradicionais. Recebe convites para falar sobre sua visão descomplicada de comunidade cristã, vindos de igrejas que há 20 anos não lhe responderiam um telefonema. Ele pode ser visto como um “símbolo” do período de transição que a igreja evangélica brasileira atravessa. Um tempo em que ritos, doutrinas, tradições, dogmas, jargões e hierarquias estão sob profundo processo de revisão, apontando para uma relação com o Divino muito diferente daquela divulgada nos horários pagos da TV.
Estima-se que haja cerca de 46 milhões de evangélicos no Brasil. Seu crescimento foi seis vezes maior do que a população total desde 1960, quando havia menos de 3 milhões de fiéis espalhados principalmente entre as igrejas conhecidas como históricas (batistas, luteranos, presbiterianos e metodistas). Na década de 1960, a hegemonia passou para as mãos dos pentecostais, que davam ênfase em curas e milagres nos cultos de igrejas como Assembleia de Deus, Congregação Cristã no Brasil e O Brasil Para Cristo. A grande explosão numérica evangélica deu-se na década de 1980, com o surgimento das denominações neopentecostais, como a Igreja Universal do Reino de Deus e a Renascer. Elas tiraram do pentecostalismo a rigidez de costumes e a ele adicionaram a “teologia da prosperidade” (leia o quadro na última pág.). Há quem aposte que até 2020 metade dos brasileiros professará à fé evangélica.
Dentro do próprio meio, levantam-se vozes críticas a esse crescimento. Segundo elas, esse modelo de igreja, que prospera em meio a acusações de evasão de divisas, tráfico de armas e formação de quadrilha, tem sido mais influenciado pela sociedade de consumo que pelos ensinamentos da Bíblia. “O movimento evangélico está visceralmente em colapso”, afirma o pastor Ricardo Gondim, da igreja Betesda, autor de livros como Eu creio, mas tenho dúvidas: a graça de Deus e nossas frágeis certezas (Editora Ultimato). “Estamos vivendo um momento de mudança de paradigmas. Ainda não temos as respostas, mas as inquietações estão postas, talvez para ser respondidas somente no futuro.” Nos Estados Unidos, a reinvenção da igreja evangélica está em curso há tempos. A igreja Willow Creek de Chicago trabalhava sob o mote de ser “uma igreja para quem não gosta de igreja” desde o início dos anos 1970. Em São Paulo, 20 anos depois, o pastor Ed René Kivitz adotou o lema para sua Igreja Batista, no bairro da Água Branca – e a ele adicionou o complemento “e uma igreja para pessoas de quem a igreja não costuma gostar”. Kivitz é atualmente um dos mais discutidos pensadores do movimento protestante no Brasil e um dos principais críticos da“religiosidade institucionalizada”. Durante seu pronunciamento num evento para líderes religiosos no final de 2009, Kivitz afirmou: “Esta igreja que está na mídia está morrendo pela boca, então que morra. Meu compromisso é com a multidão agonizante, e não com esta igreja evangélica brasileira.”
Essa espécie de “nova reforma protestante” não é um movimento coordenado ou orquestrado por alguma liderança central. Ela é resultado de manifestações espontâneas, que mantêm a diversidade entre as várias diferenças teológicas, culturais e denominacionais de seus ideólogos. Mas alguns pontos são comuns. O maior deles é a busca pelo papel reservado à religião cristã no mundo atual. Um desafio não muito diferente do que se impõe a bancos, escolas, sistemas políticos e todas as instituições que vieram da modernidade com a credibilidade arranhada. “As instituições estão todas sub judice”, diz o teólogo Ricardo Quadros Gouveia, professor da Universidade Mackenzie de São Paulo e pastor da Igreja Presbiteriana do Bairro do Limão. “Ninguém tem dúvida de que espiritualidade é uma coisa boa ou que educação é uma coisa boa, mas as instituições que as representam estão sob suspeita.”
Uma das saídas propostas por esses pensadores é despir tanto quanto possível os ensinamentos cristãos de todo aparato institucional. Segundo eles, a igreja protestante (ao menos sua face mais espalhafatosa e conhecida) chegou ao novo milênio tão encharcada de dogmas, tradicionalismos, corrupção e misticismo quanto a Igreja Católica que Martinho Lutero tentou reformar no século XVI. “Acabamos nos perdendo no linguajar ‘evangeliquês’, no moralismo, no formalismo, e deixamos de oferecer respostas para nossa sociedade”, afirma o pastor Miguel Uchôa, da Paróquia Anglicana Espírito Santo, em Jaboatão dos Guararapes, Grande Recife. “É difícil para qualquer pessoa esclarecida conviver com tanto formalismo e tão pouco conteúdo.”
Um vídeo divulgado nesta quinta-feira (9) pela BBC mostra o processo de deterioração de alimentos filmados ininterruptamente por 12 dias.
Assista ao vídeo
Com a passagem do tempo, organismos proliferam e se alimentam da comida, que vai apodrecendo.
Alguns dias após o início da filmagem, moscas depositam ovos de onde nascem vermes.
Eles atacam primeiro a carne, passando em seguida para as frutas.

CBN - A rádio que toca notícia - Revista CBN

CBN - A rádio que toca notícia - Revista CBN
Related Posts with Thumbnails
Locations of visitors to this page Free counter and web stats